top of page

Preservando o seu sotaque: O poder da autenticidade linguística

Quando você está aprendendo um novo idioma, é natural querer falar como um nativo. Afinal, você quer ser compreendido e se sentir confortável na língua. Mas será que é preciso perder o seu sotaque para alcançar esse objetivo?



Já me adianto e digo: a resposta é não! Claro que nada te impede se você realmente quiser perder seu sotaque, mas saiba que isso não é um requisito para alcançar a fluência .


Sotaque vs Pronúncia 

O sotaque refere-se à característica única de como um grupo de pessoas pronuncia as palavras de uma língua. É uma expressão musical da fala, manifestando-se na entonação, ritmo e escolha de certos sons. Cada região geográfica e grupo cultural possui seu próprio sotaque, tornando-o uma parte essencial da identidade linguística. O sotaque é como a assinatura sonora de uma comunidade, uma marca que revela a origem e conecta as pessoas a uma herança linguística específica.


Por outro lado, a pronúncia está mais diretamente relacionada à forma como as palavras individuais são articuladas. Envolve a correta produção dos sons de uma língua, incluindo vogais, consoantes e acentos tônicos. A pronúncia é mais específica, focando na precisão técnica da articulação. Enquanto o sotaque abrange a musicalidade da fala, a pronúncia atenta-se aos detalhes anatômicos e acústicos que garantem a clareza na comunicação.


Mas o que é essa fluência que todos querem?


A fluência, no contexto linguístico, é muito mais do que a habilidade de simplesmente pronunciar palavras de forma clara e concisa. Trata-se da capacidade de se expressar e compreender de maneira natural, fluida e eficaz em uma língua. A fluência abraça a compreensão profunda das nuances linguísticas, permitindo uma comunicação rica em significado, contexto cultural e expressão pessoal.


A fluência, portanto, não deve ser medida pela ausência de sotaque, mas pela habilidade de transmitir pensamentos e ideias com eficácia, mesmo que permeados por uma melodia única na fala. O sotaque não apenas não prejudica a fluência, mas, na verdade, acrescenta valor à diversidade linguística, tornando as interações mais ricas, genuínas e envolventes.


E sabe de uma coisa? Muitos nativos nem ligam se você está falando perfeitamente ou não, o que importa mesmo é conseguir se comunicar! Concentre-se em aprender a pronúncia correta da língua e não tenha medo de falar. Mesmo que você tenha um sotaque, você ainda será capaz de se comunicar com as pessoas que falam a língua nativa.


Autenticidade e Identidade

O sotaque, longe de ser uma barreira, é uma expressão autêntica do indivíduo. Ele reflete a jornada linguística, as influências culturais e as experiências de quem fala. Ter um sotaque não apenas preserva a identidade do falante, mas também oferece uma conexão mais profunda com a língua, proporcionando uma forma mais rica e personalizada de comunicação.


Cada sotaque transmite algo diferente sobre o indivíduo e sua cultura. Por exemplo:


  • O sotaque brasileiro pode tornar a fala mais vibrante e animada.

  • O sotaque francês pode ser associado a charme e sofisticação.

  • O sotaque britânico pode ser mais formal, educado ou até mesmo seco.

  • O sotaque italiano pode ser relacionado a paixão e entusiasmo. 

O modo como nos expressamos manisfesta nossa diversidade cultural, e nosso sotaque é uma parte fundamental nisso. Nossa identidade está atrelada às diferentes variações culturais que estão presentes em cada um de nós.


A importância de se aceitar

A atriz colombiana Sofia Vergara, famosa por seu papel na série estadunidense Modern Family, destaca-se pelo sotaque latino ao falar inglês, algo que se tornou sua característica marcante. Inicialmente, ela tentou se livrar desse traço distintivo, acreditando que poderia prejudicar suas oportunidades de trabalho. Chegou até a contratar um profissional para ajudá-la nesse processo. 


No entanto, com o tempo e depois de gastar muito dinheiro sem resultado, Sofia percebeu que, se não conseguisse trabalho sendo autêntica, não valeria a pena. Eventualmente, encontrou seu papel de destaque em Modern Family, interpretando uma mulher latina com um sotaque carregado. Sua forma de falar não se tornou uma barreira, mas sim uma oportunidade para Sofia, que agora exibe seu sotaque com orgulho.


Isso mostra como é importante nos livrarmos dos obstáculos que nós mesmos criamos. Imagine se Sofia tivesse conseguido extinguir seu sotaque? O rumo da sua vida e carreira teria sido completamente diferente. Ao aceitar quem era e entender que o modo que fala faz parte de sua identidade, a atriz conseguiu uma oportunidade que mudou sua vida para sempre.


Certamente, pode haver desafios associados ao sotaque, especialmente em situações de comunicação intercultural. No entanto, esses desafios são oportunidades de crescimento. Ao enfrentá-los, os falantes aprimoram não apenas a clareza da comunicação, mas também a capacidade de se adaptar a diferentes contextos linguísticos.


Enfim… 


Sinto que estou indo na contramão ao falar sobre isso, pois uma das coisas que mais vejo na internet é conteúdo de pessoas ensinando como falar como um nativo e eliminar seu sotaque. No entanto, acredito que essa abordagem não apenas negligencia a riqueza cultural e individualidade que o sotaque traz à comunicação, mas também perpetua a ideia equivocada de que a fluência está diretamente ligada à homogeneidade na pronúncia.


É crucial compreender que a busca pela fluência não implica necessariamente em se livrar de características que tornam a fala única e autêntica. Pelo contrário, é possível atingir um alto nível de proficiência mantendo o sotaque, o que, por sua vez, enriquece a experiência linguística.


Eliminar o sotaque pode criar uma falsa impressão de conformidade linguística, quando, na realidade, a diversidade de sotaques é uma expressão genuína da pluralidade cultural. Aliás, em um mundo que valoriza cada vez mais a diversidade, não é melhor abraçar sua identidade e aceitar seu sotaque como parte de quem você é?


Portanto, ao invés de buscar eliminar o sotaque, podemos direcionar nossos esforços para aprimorar a clareza na comunicação, garantindo que as mensagens sejam compreendidas independentemente das nuances sonoras. Ao fazer isso, abraçamos a diversidade linguística e valorizamos o papel do sotaque como um componente enriquecedor da comunicação global. A verdadeira fluência está em comunicar-se efetivamente, respeitando e celebrando as variadas melodias que cada sotaque traz consigo.


Aproveite para iniciar o ano adicionando esta habilidade ao seu planejamento. Conheça a plataforma da TALKNTALK. Saiba mais em: www.talkntalk.com.br 


49 visualizações3 comentários

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page