top of page

Mentalidade de crescimento: a chave para o aprendizado de idiomas

Você já se sentiu incapaz de aprender algo novo? Ou já pensou que não tinha o talento necessário para uma determinada tarefa?

Se sim, você pode estar com uma mentalidade fixa.


Relato pessoal

Antes de começar a falar de conceitos, gostaria de compartilhar minha experiência pessoal, pois foi o que me levou a escrever esse artigo.

Sempre fui uma pessoa muito tímida e insegura, o que me impediu de fazer muitas coisas que eu queria e fez eu me isolar em minha zona de conforto, fugindo de tudo que causava desconforto.


Até o começo do ano passado eu era dominada por minhas inseguranças e não imaginava o quanto minha perspectiva de vida e ambições iam mudar.


Eu acreditava que seria impossível fazer as coisas que estou fazendo hoje, e se alguém tivesse me contado o que estou fazendo agora eu chamaria essa pessoa de louca. Eu tinha uma mentalidade fixa.


Tudo começou quando fui incentivada a entrar na área de tecnologia, algo que eu pensava ser completamente inviável, pois sempre me considerei “de humanas”. E logo no começo, quando ainda estava muito hesitante, me deparei com um texto e vídeo sobre mentalidade de crescimento. Foi como se uma chavinha tivesse virado na minha cabeça e a partir daí minha vida começou a se transformar.


Comecei a mudar o modo como pensava e encarava as coisas e de repente, o "não consigo" se transformou em "ainda não consigo, mas estou aprendendo". De uma entusiasta de humanas, me tornei uma aspirante a desenvolvedora web, e inclusive estou fazendo faculdade na área, desafiando as fronteiras do que achava possível.

Essa mudança de mentalidade me permitiu fazer coisas que eu pensava que não era capaz. Através disso comecei a sair mais da minha zona de conforto, enfrentar desafios e me tornar mais confiante.


Fazer parte da TALKNTALK foi um resultado disso, pois há um tempo atrás eu não tinha coragem de participar de um projeto de conversão de idiomas, mesmo tendo muita vontade. Me sinto muito orgulhosa de ter dado esse passo e posso dizer que estou evoluindo muito, tanto no inglês quanto em minhas habilidades sociais.


Mas não se engane, não é como se eu fosse alguém completamente diferente agora, entretanto, de pouquinho em pouquinho, estou me transformando na pessoa que quero ser e fazendo coisas que antes achava impossível. Não é fácil manter esse tipo de mentalidade, mas é muito gratificante.


Agora sem mais delongas, vamos ao que realmente interessa!


Afinal, o que é mentalidade fixa?


A mentalidade fixa é a crença de que a inteligência, as habilidades e o talento são inatos e não podem ser alterados. Pessoas com essa mentalidade acreditam que são limitadas por suas capacidades naturais e não há como mudar isso. Elas também acreditam que os erros são uma prova de fracasso e desistem facilmente das coisas.


Exemplos de mentalidade fixa:

  • "Eu não vou conseguir aprender inglês, porque sou ruim nisso."

  • "Nunca vou ser boa em falar em público, porque não tenho talento para isso."

  • "Eu cometi um erro. Isso significa que sou um fracasso."

  • "Não sou criativa o suficiente para ser uma escritora."

Mentalidade de crescimento

A mentalidade de crescimento é a crença de que as habilidades e o talento podem ser desenvolvidos com esforço e dedicação. Pessoas com essa mentalidade acreditam que são capazes de aprender e crescer, mesmo quando enfrentam desafios.


Esse conceito foi popularizado pela psicóloga Carol Dweck em suas pesquisas na Universidade Stanford. Ela começou a explorar as diferentes maneiras como as pessoas abordam o desafio e a aprendizagem, resultando na distinção entre as duas mentalidades: fixa e de crescimento.


Desde então, o conceito tornou-se significativo para pesquisas em psicologia e educação. Dweck argumenta que a adoção de uma mentalidade de crescimento pode ter impactos positivos em várias áreas da vida, incluindo o aprendizado, o desempenho acadêmico e profissional, além de promover uma abordagem mais saudável e resiliente diante dos desafios.


Exemplos de mentalidade de crescimento:

  • "Eu não sou boa em inglês, mas posso aprender se praticar."

  • "Não sou boa em falar em público, mas posso melhorar se me preparar e praticar."

  • "Eu cometi um erro. Isso significa que tenho algo a aprender."

  • "Vou me esforçar e treinar para ser mais criativa."

Como a mentalidade de crescimento pode ajudar no aprendizado de idiomas?


Aprender um novo idioma é difícil e requer tempo, esforço e dedicação, portanto a mentalidade de crescimento é essencial para essa jornada. Quando você acredita que pode aprender qualquer coisa, está mais propenso a se arriscar, sair da sua zona de conforto e enfrentar desafios.


Pessoas com mentalidade de crescimento acreditam que os erros são oportunidades de aprendizado. Elas sabem que cometer erros é normal e faz parte do processo de aquisição de um novo idioma.


Aqui vão algumas dicas valiosas:

  1. Foque no processo, não no resultado. Não se preocupe em ser perfeito logo de cara. Concentre-se em aprender e melhorar a cada dia. Celebre as pequenas vitórias, pois são elas que constroem a fluência ao longo do tempo.

  2. Encare os erros como oportunidades de aprendizado. Todos cometem erros quando estão aprendendo algo novo. Os erros são uma parte normal do processo e podem te ajudar a melhorar.

  3. Pare de buscar aprovação. Não se preocupe com o que os outros pensam de você ou do seu nível de idioma. Foque no seu próprio processo e no seu próprio crescimento. Aproveite o feedback construtivo, mas não se deixe abalar pelo feedback negativo.

  4. Mantenha a curiosidade viva. Explore a cultura associada ao idioma. Isso não apenas enriquece seu aprendizado, mas também mantém a motivação.

  5. Pratique muito e procure desafios. Nada melhor do que a prática real. Participar de grupos de conversação ou trocar mensagens com falantes do idioma pode acelerar seu progresso.

  6. Inclua a palavra “ainda” no seu vocabulário. Em vez de dizer “eu não sei falar inglês”, diga “eu ainda não sei falar inglês”. Isso mostra que você tem uma mentalidade de crescimento e que está disposto a aprender.

  7. Não se compare. Aprender algo novo não é fácil e pode gerar frustrações. Mas seja perseverante, não se compare aos outros e sim ao seu ponto de partida. Você vai ver o quanto já evoluiu e essa é uma sensação ótima. Lembre que cada um tem seu próprio processo e tempo de aprendizagem, então não se sinta mal se ver que alguém está mais avançado que você.

A mentalidade de crescimento é uma ferramenta poderosa que pode ajudar você a alcançar seus objetivos, seja no aprendizado de idiomas ou em qualquer outra área da vida.


Acreditar que é possível crescer e se desenvolver, mesmo diante de obstáculos, não apenas facilita o processo, mas também torna a jornada mais gratificante. Então, vá em frente, pratique com confiança e lembre-se de que cada passo é uma conquista em direção à fluência. E da próxima vez que você sentir que não é capaz, lembre-se, você pode não conseguir ainda, mas está a caminho.


Boa sorte!


51 visualizações2 comentários

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page