top of page

3 hábitos que fazem um talker aprender mais (e mais rápido).

Aprender um novo idioma é como aprender a tocar um instrumento musical. Assim como um músico precisa praticar diariamente, estudar teoria e se expor a diferentes estilos musicais, um estudante de idiomas também precisa dedicar tempo e esforço para aprimorar suas habilidades.


Na música, é tudo questão de hábito, consistência. Treinar escalas, acordes e harmonia são só algumas das coisas que um músico faz todos os dias para alcançar a maestria num instrumento.


E para aprender uma linguagem nova, quais são os hábitos que podem te ajudar?


Neste artigo, vamos compartilhar 3 hábitos que podem levar qualquer estudante de idiomas a aprimorar suas habilidades de forma mais rápida e eficaz.



1º Hábito: Escuta ativa

A escuta ativa é uma habilidade que envolve ouvir de forma atenta e consciente, prestando atenção não apenas às palavras, mas também à entonação, ao ritmo e à emoção do interlocutor. Essa habilidade pode ser especialmente útil para você que está aprendendo um idioma, já que a compreensão auditiva é uma das principais habilidades a serem desenvolvidas no processo de aprendizagem de uma nova língua. Ao praticar a escuta ativa, você pode melhorar sua capacidade de compreender o idioma falado em diferentes contextos, aumentando assim sua fluência e confiança na hora de se comunicar.


Além disso, essa forma de escuta também pode te ajudar a identificar padrões e estruturas gramaticais em qualquer idioma. Ao ouvir atentamente quando alguém fala, você pode perceber como as palavras são usadas em diferentes situações, como as frases são construídas e como a entonação afeta o significado das palavras. Essa prática te auxilia a internalizar essas estruturas de forma mais rápida e natural, o que acelera seu processo de aprendizagem.


Não só isso: a escuta ativa também pode ser uma forma eficaz de adquirir vocabulário em um idioma novo. Ao ouvir atentamente durante a imersão, você pode identificar palavras novas ou desconhecidas e buscar seu significado posteriormente. Mais ainda, a repetição frequente de palavras e expressões em contextos diferentes pode te ajudar a memorizá-las e incorporá-las ao seu vocabulário.


Você consegue criar o hábito de escutar atentamente durante as imersões, assistindo elas depois no Youtube ou com os episódios do podcast da TALKNTALK.


2º hábito: Pesquisar e se aprofundar no que aprende

Ao aprender uma palavra, estrutura ou expressão novas, você se aprofunda nelas? Realizar pesquisas sobre o que você aprende falando em outro idioma é uma forma efetiva de aprimorar o aprendizado das imersões.


Ao buscar informações adicionais sobre o contexto em que o idioma é utilizado, um talker pode compreender melhor as nuances da língua e como ela é empregada em diferentes situações. Além disso, a pesquisa pode te ajudar a expandir o vocabulário, oferecendo novas palavras e expressões relacionadas ao tema abordado.


Outra vantagem de pesquisar sobre o que é aprendido/discutido nas imersões em outro idioma é que você consegue encontrar novas fontes de material de estudo, como livros, artigos, vídeos e podcasts. Dessa forma, tem acesso a diferentes formas de aprender e praticar a língua, além de obter uma maior exposição a diferentes sotaques e variedades linguísticas.


A pesquisa até mesmo te ajuda a se familiarizar com a cultura do país de origem do idioma, o que auxilia em uma comunicação mais efetiva e para o entendimento das particularidades da língua em questão.

Você pode pegar o hábito de começar a sua pesquisa pelo PLANNER, onde você consegue ver o tema e as perguntas da imersão, verificar se há palavras que você ainda não conhece e tem a chance de se aprofundar no tema antes mesmo da discussão.



3º hábito: Revisar o que você discutiu e aprendeu na imersão

Rever o que foi discutido em uma imersão é uma etapa importante para consolidar o seu aprendizado como talker. Quando você retorna de uma conversa em outro idioma, pode ser útil fazer um balanço do que foi aprendido e quais os pontos que ainda precisam ser trabalhados. Essa reflexão ajuda a fixar as informações na memória e identificar as áreas em que se deve concentrar mais esforços.



Além disso, ao revisar o que foi discutido durante a imersão você pode identificar palavras e expressões que ainda não compreende completamente e procurar esclarecimentos adicionais. Esse processo ajuda a aprimorar o vocabulário e a entender melhor o uso de certas estruturas, o que melhora a sua comunicação.


Por fim, isso também ajuda a identificar lacunas no conhecimento do idioma. Isso pode ser especialmente útil para os talkers que estão se preparando para exames de proficiência ou para oportunidades de estudo ou trabalho no exterior. Ao identificar as áreas que precisam ser aprimoradas, você consegue focar seus esforços de estudo de forma mais efetiva, aprimorando seu desempenho.


A partir daí, você pode aprender ou reforçar o que ainda não domina através das Trilhas de Estudo e Cursos disponíveis na plataforma.


Dica extra:

A chave para adquirir um hábito novo é o planejamento e a consistência. Experiemente colocar um lembrete antes ou depois da imersão para praticar um desses hábitos até se tornar natural para você e vá com calma, não tente fazer tudo de uma vez! Te vejo por aí nas imersões, Rufino.

200 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Commentaires

Noté 0 étoile sur 5.
Pas encore de note

Ajouter une note
bottom of page